Por que utilizar a Toxina Botulínica associada ao tratamento de carga imediata - implantes?

Pacientes com próteses totais sobre implantes demonstram maior força de mordida após reabilitação comparativamente a pacientes com próteses removíveis. Assim sendo, é essencial proceder ao ajuste oclusal para a instalação e manutenção de próteses, evitando a sobrecarga dos implantes e aumentando a longevidade do tratamento de reabilitação.

 

A perda de dentes provoca atrofia dos músculos mastigatórios devido à redução da função, mas a reabilitação de pacientes desdentados promove a força muscular e a recuperação da atividade, restaurando a capacidade mastigatória dos pacientes. No entanto, a ausência de propriocepção nos implantes dentários leva a que o paciente com próteses fixas sobre implantes exerça força mastigatória com uma sobrecarga que pode levar a perda óssea em torno dos mesmos ou a fratura de próteses, componentes protéticos, parafusos de retenção, e corpos de implantes.

A presença de DTM, que se caracteriza por um aumento substancial da força mastigatória, pode comprometer o processo de reparação óssea, principalmente em casos de carga imediata. Assim, a aplicação de Toxina Botulínica seria uma boa hipótese terapêutica, sendo bastante útil como modulador da força muscular, conferindo proteção aos implantes e respectivas próteses fixas.

Michelle Miqueleti

Especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial;
Mestre em Implantodontia;
Especialista em harmonização Orofacial;
Professora Assistente do curso de Implantodontia da ACDC (Campinas – SP);
Coordenadora de Especialização em Harmonização Orofacial ABO, ABC e OLED São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome *